Mamãe e Bebê 26 de Janeiro de 2017

Tomar ácido fólico na gravidez pode reduzir risco de obesidade no bebê


Você sabe qual o primeiro passo para quem deseja engravidar? Antes mesmo de pensar no enxoval, no nome da criança ou nos detalhes sobre os tipos de parto, as futuras mamães devem iniciar a suplementação com ácido fólico antes de engravidar e permanecer tomando após descobrir a gravidez. Isso porque o ácido fólico é um dos grandes responsáveis por diminuir os riscos da ocorrência de malformação fetal.

homem segurando mão de mulher grávida na rua

O folato é uma vitamina B presente em frutas e vegetais. Para as gestantes, a suplementação ajuda na formação do feto, prevenindo a malformação do sistema nervoso central, pois age fechando o tubo neural, que vai dar origem ao cérebro e à coluna.

1- Você sabia que tomar ácido fólico na gravidez pode reduzir risco de obesidade na criança?

Um estudo recente apontou também que há relação entre os índices de folato na gestante e o peso dos bebês, evidenciando que as mulheres que tinham pouco ácido fólico no organismo geravam crianças com maior risco de sobrepeso. Por outro lado, os bebês de mães com taxas adequadas de ácido fólico tinham uma tendência menor à obesidade.

2- Posso tomar ácido fólico por conta própria? E como tomar o ácido fólico?

Sobre a ingestão de ácido fólico, o Ministério da Saúde recomenda para mulher em idade fértil, dois meses antes de engravidar e nos dois primeiros meses da gestação. Antes de ingerir a suplementação do ácido fólico, a mulher deve conversar com seu médico para verificar a dosagem correta.

mulher grávida com mãos sob a barriga

No mínimo, recomenda-se a ingestão de 0,4 mg de ácido fólico, podendo ser tomado até a dosagem de 5 mg diário. Não há comprovação de que tomar ácido fólico engorda.

3- Tomar ácido fólico por muito tempo faz mal?

“Estudos apontam uma associação entre a ingestão de acido fólico e autismo, entretanto, na alimentação regular e a suplementação sugerida pelo ministério da saúde, citado acima, não parece corresponder a esse risco”, disse o Dr. Márcio Alcântara, obstetra da Unimed Fortaleza.

Como escolher a melhor maternidade para o parto?  

4- Para que serve o sulfato ferroso na gravidez?

O ferro garante a boa saúde e energia para o organismo, independente da gravidez. Ele é responsável pela produção de hemoglobina (proteína que carrega o oxigênio para os tecidos, permitindo a respiração e o metabolismo celular), além disso, atua na conservação do sistema imunológico. Nas gestantes, a necessidade de ferro no organismo aumenta, pois há a formação do sangue da placenta e do feto.

banner-oficina-para-gestantes


Compartilhe nas redes sociais:
Rodapé da página.