Alimentação Saudável 01 de Março de 2016

Consumir cafeína em excesso prejudica sua saúde?


mulher tomando cafe feliz

Quem já passou horas estudando para o vestibular já deve ter usado, e muito, alimentos com cafeína para manter-se acordado. E no ambiente de trabalho, então, o cafezinho é indispensável, sem contar nas reuniões em família que não pode faltar essa bebida tão popular. Mas será que você consome cafeína em excesso? Se a resposta for sim, fique atento aos problemas que esse hábito pode trazer.

A cafeína pode ser encontrada em diversos alimentos, como: café, chás (mate, verde e preto), refrigerantes, bebidas energéticas, medicamentos e achocolatados. Mas pesquisas apontam que estes produtos consumidos em grandes quantidades afetam a saúde. Um exemplo a ser citado foi a primeira morte ocorrida no Japão por excesso de cafeína. O jovem tinha apenas 20 anos e trabalhava em um posto de combustível no turno da madrugada. Para manter-se acordado, ele ingeria altas doses de produtos com cafeína.

Conheça os benefícios do chocolate para a saúde

Este caso evidencia os riscos deste excesso, entre eles destacam-se:

Para a nutricionista, Sarah Lyra “a moderação é essencial no consumo de alimentos com ação estimulante, o que inclui aqueles ricos em cafeína, pois as alterações fisiológicas podem trazer efeitos colaterais e prejudiciais à saúde”.

Sarah destaca também que a qualidade de vida está relacionada à alimentação equilibrada, mais natural possível, exercício físico e sono reparador, e que se deve ter cautela quanto a promessas de energia e emagrecimento fáceis atreladas aos alimentos ricos em cafeína.

É importante explicar que os alimentos aqui citados não são “vilões”, e podem ser consumidos no dia a dia, mas de forma equilibrada. As quantidades de consumo seguras devem considerar a saúde individual, pois pessoas com cardiopatia ou hipertensão, por exemplo, têm contraindicação para o consumo concentrado desses alimentos.

Embora existam, são raros os casos de mortes por overdose de cafeína. Isso acontece quando os níveis de cafeína ultrapassam 50 mg por ml de sangue, sendo que o ideal é consumir entre 75 mg e 300 mg por dia.

Rodapé da página.