Espaço Zen 06 de Junho de 2012

10 dicas para combater o estresse e a ansiedade


*Conteúdo atualizado em 26/07/2017 às 10:40.

Sabe aquela irritante sensação de que você tem um negócio inacabado na vida? Um sentimento que, usualmente, se apresenta como remorso ou ressentimento, culpa ou raiva?

Homem relaxado no trabalho

Esta sensação, que traz estresse e ansiedade, pode ser combatida. Antes de mais nada, é preciso conhecer a fonte destes sentimentos. Experimente se perguntar: Por que estou desconcertado? O que eu ganho deixando me levar por estes sentimentos? Como seria a minha vida se eu não tivesse que viver com estes sentimentos?

É muito importante que você possa determinar objetivos a alcançar. Que tal se planejar para que você possa continuar a aproveitar as recompensas de uma vida mais sadia e feliz?

Estabeleça metas

1. Comece enumerando todas as atividades que você vem fazendo. Por exemplo: “Eu faço exercícios três vezes por semana”;

2. Agora enumere uma segunda lista de comportamentos que você gostaria de mudar ou eliminar. Por exemplo: “Eu usualmente não tomo café da manhã e tendo a comer compulsiva e erraticamente” ou “Eu fumo cigarros e gostaria de parar de fumar”;

3. Selecione um comportamento da lista anterior para ser trabalhado. Faça mais duas listas com todos os efeitos positivos de mudar aquele comportamento e todos os efeitos negativos de não mudá-lo.

4. Considere alguns dos seus obstáculos para mudanças. Exemplos: “Pouca preparação”, “Dificuldade de estabelecer um compromisso” ou “Culpa e ressentimento”;

5. Considere alguns dos seus suportes para mudanças. Como o suporte social (família, amigos, profissionais…) ou recompensas, por exemplo;

Transtorno de Ansiedade? Veja o que dizem os especialistas

6. Estabeleça uma meta com a qual você possa viver. Examine seus objetivos e escolha um que seja executável por você. Um objetivo irreal ou mal definido pode trabalhar contra seu progresso.

7. Reafirme seus compromissos de mudança a cada dia.

8. Lembre-se que os objetivos de curto prazo são seu caminho para seus objetivos de longo prazo. Correr um quilômetro por dia é mais exequível do que correr uma meia maratona em seis meses.

Mulher escrevendo em sua agenda

9. Focalize seus objetivos em uma mudança comportamental, ao invés de um resultado. “Toda vez que eu encontrar um sinal vermelho eu vou parar e respirar profundamente”; este é um exemplo de um objetivo de curto prazo e com uma específica mudança de comportamento. “Eu não deixarei que dirigir me aborreça”; isto é um resultado que você pode não conseguir desde o início.

10. Sempre tenha em mente que é importante determinar objetivos realísticos. Objetivos não razoáveis ou objetivos muito ambiciosos apenas o levarão ao desapontamento e ao estresse psíquico. Sentimentos de culpa ou autocriticismo podem levar a um aumento de comportamentos não sadios. O que você quer é uma mudança dramática, mas o que você precisa é criar um estilo mais sadio de vida, e isto implica em um consistente e lento método progressivo para caminhar em direção ao seu objetivo.

Para levar uma vida mais saudável, nos acompanhe também no Facebook e no Twitter  e receba atualizações sobre saúde e bem-estar.

 


Rodapé da página.