Cuidar de Você 04 de Maio de 2018

Quais os segredos para prevenir a queda de cabelo?


Você quer prevenir a queda de cabelo? Fique conosco que te daremos dicas essenciais de nutrição para deixar seus cabelos mais fortes. 

Homem olhando para seu cabelo no espelho provavelmente se perguntando como prevenir a queda de cabelo

Desde que o mundo é mundo, em várias sociedades e através de gerações, o cabelo é símbolo de beleza e até mesmo de status. Seja enrolado, liso, crespo; longo, curto ou no corte da moda, o cabelo está sempre à vista de todos. Logo, por conta dessa construção social, é comum “roermos as unhas” em busca da resposta para a famosa pergunta: o que fazer para prevenir a queda de cabelo?

Por que os cabelos caem?

Antes de qualquer coisa, vamos conhecer alguns dos possíveis motivos para a queda de cabelo:

  • Genética: aquela grande quantidade de fios que você viu descer ralo abaixo, enquanto enxaguava os cabelos, pode ser consequência de uma predisposição hereditária à calvície (em nomes técnicos: alopecia androgenética), causada pela transmutação de elevadas doses de testosteronas à molécula que fragiliza os fios, a di-hidrotestosterona. Ou seja, a queda de cabelo pode ser herdada do pai ou da mãe, e até dos dois.
  • Estresse: o estresse pode causar uma queda de fios temporária, ocasionada pelo desequilíbrio nos hormônios do corpo; como também antecipar a queda de quem já é predisposto à calvície.

Recomendado: Conheça os 5 alimentos anti-estresse

  • Medicação: se você estiver passando por algum tratamento, seja ele qual for, é importante estar atento à medicação atual, há efeitos colaterais diversos, e um deles pode ser a queda ou enfraquecimento do cabelo.
  • Produtos químicos: o uso exagerado dessas substâncias nos tratamentos estéticos pode influenciar a deterioração dos fios.
  • Alimentação: não adianta comprar cremes caríssimos para os cabelos, se você não possui uma alimentação saudável, variada e adequada às suas necessidades. Ingerir em quantidades adequadas os nutrientes necessários para a manutenção natural dos fios, pode prevenir a queda de cabelo. Se há uma alimentação inadequada, e você já tem predisposição à queda capilar, seu pelo começará a ficar ralo, sem brilho, quebradiço, e logo cairá.

5 alimentos que ajudam a prevenir a queda de cabelo

Sem querer fazer trocadilhos, vamos agora cortar o mal pela raiz. A melhor forma de prevenir a queda de cabelo é aquela que vem de dentro para fora, por isso devemos investir em uma boa alimentação.

Vamos aprender o que mais importa para o nosso organismo em relação às madeixas – e até para unhas e pele -, formando um combo de nutrição. As vitaminas A, C e do complexo B; minerais como ferro, zinco e selénio; e também aminoácidos metionina, lisina e cisteína; todos ajudam a evitar a queda de cabelo.

  1. Grãos: feijão, lentilha e soja são ricos em vitaminas do complexo B e aminoácidos essenciais;
  2. Iogurte grego: possui as vitaminas D, auxiliar na saúde dos cabelos, tornando-os mais fortes e resistentes à quebra e à queda;
  3. Ovos: são excelentes fontes de proteínas, como o colágeno – essencial para a manutenção do corpo -, além de estarem cheios de minerais como zinco, ferro vitamina E e selénio;
  4. Frutas e verduras: fontes de vitaminas, minerais e aminoácidos. Ex.: cenoura, laranja, alface, brócolis, espinafre etc;
  5. Sementes: ricas em metionina e lisina e fontes de zinco. Ex.: castanha de caju, amêndoas e sementes de abóbora.

Entenda como funciona a pirâmide alimentar

Fique atento! O consumo excessivo de alguns nutrientes, podem causar toxicidade ao nosso organismo. Para que isso não aconteça, procure um profissional nutricionista. Ele é o mais indicado para orientar e planejar sua alimentação de acordo com suas necessidades. Assim, juntamente com outros profissionais, auxiliar no controle e na busca da melhor saída para prevenir a queda de cabelo.

4 cuidados extras para prevenir a queda de cabelo

Além da alimentação, você pode tomar algumas medidas para prevenir a queda de cabelo:

  1. Use um tratamento capilar (shampoos, condicionadores, cremes em geral) indicado para o seu tipo de cabelo;
  2. Não use água muito quente para lavá-lo, tenha preferência pela água fria ou morna, garantindo assim brilho e vitalidade aos fios e ajudando no combate à queda;
  3. É importante manter o couro cabeludo sempre limpo, afastando a oleosidade que interfere na oxigenação e deixa os fios fracos;
  4. Vá ao dermatologista. Faça exames para identificar a causa da queda de cabelo, o especialista te auxiliará no melhor tratamento.

Não esqueça: para prevenir, é importante focar na alimentação. Para viver melhor é importante comer melhor!

Calvície masculina x calvície feminina

Masculina

A alopecia androgenética, mencionada anteriormente, é o principal motivo da calvície entre os homens. Os primeiros sinais, geralmente, aparecem no começo da idade adulta, sendo mais acentuados a partir da região acima dos olhos chegando ao topo da cabeça. Estimasse que 50% dos homens, até os 35 anos, já terão perdido algum cabelo.

Feminina

A maioria das mulheres sofrerá pelo menos uma vez na vida com o eflúvio telogénico (perda de cabelo por causas externas como estresse, traumas, oscilações hormonais ou medicamentos). Também, embora mais associada ao hormônio masculino, a alopecia androgênica, atinge as mulheres, principalmente na fase da menopausa, já que a diminuição do estrogênio deixa o caminho livre para uma maior ação da testosterona.

Procure um profissional

Indiferente de ser homem ou mulher, a melhor forma de prevenir a queda de cabelo é por meio da consulta com especialistas que poderão identificar o causador do transtorno da perda de fios e que poderão orientá-lo sobre o melhor tratamento.

Gostou do conteúdo e deseja receber mais dicas de saúde e bem-estar? Assine agora nossa newsletter para ficar sempre atualizado!

Conteúdo produzido em parceria com  o dermatologista Dr. Luiz Henrique Santiago (CREMEC 4136 RQE 6646) e com a nutricionista Geórgia Amorim
O Dr. Luiz Henrique Santiago é Membro da sociedade Brasileira de Dermatologia e Coordenador da Câmara Técnica de Dermatologia do CREMEC | A nutricionista Geórgia Amorim é graduada em Ciências da Nutrição pela Universidade de Fortaleza desde 2011 e pós-graduanda em Fitoterapia Aplicada a Nutrição pelo IPGS.


Rodapé da página.