Cuidar de Você 23 de Junho de 2020

As principais medidas de segurança para evitar acidentes domésticos com crianças pequenas durante a pandemia


Acidentes domésticos podem ocorrer por diversos motivos e são mais comuns do que se imagina. Mas isso não significa que eles não podem ser evitados através de medidas simples de segurança.

Mãe fazendo curativo na filha após acidente doméstico

Imagine que você organizou toda a sua agenda do dia, sentou-se no seu local de trabalho improvisado em casa e, ao abrir o primeiro e-mail da sua caixa de entrada, escuta um choro alto e nervoso que anuncia uma queda, vindo do quarto ao lado. Na mesma hora, o seu coração acelera e você corre para ver como está o seu filho que estava brincando no local!

Essa é uma breve história fictícia, mas que tem se tornado cada vez mais comum durante o isolamento social. Com as aulas presenciais suspensas devido à pandemia do Covid-19, as crianças estão em casa por tempo integral e com mais energia que nunca, o que tem deixado muitos pais preocupados.

Mas é importante ressaltar que esse é o momento em que é mais necessário que os pais fiquem perto das crianças e atentos aos seus movimentos. Dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostram que os acidentes domésticos estão entre as principais causas de morte de crianças no Brasil. Então, para tornar a sua casa um local mais seguro, compartilhamos medidas de segurança que devem ser adotadas por todos que convivem com crianças pequenas em casa. Confira!

Quais são os acidentes domésticos mais comuns com crianças?

A Dra. Marfisa Portela, do Centro Pediátrico da Unimed Fortaleza, destaca a mudança nos tipos de intercorrências que chegam à emergência da unidade. Com o início da pandemia, o número de atendimentos relacionados a acidentes domésticos com crianças aumentou. Dentre eles, são mais comuns:

  • Traumas;
  • Quedas;
  • Intoxicações;
  • Queimaduras;
  • Afogamentos.

O que fazer para evitar acidentes com crianças em casa?

  • Guardar remédios e produtos de limpeza, como álcool e água sanitária, longe do alcance das crianças;
  • Evitar brincadeiras com saltos ou pulos;
  • Evitar posicionar cadeiras e camas próximos à janela;
  • Proteger janelas com telas ou grades;
  • Isolar a área da lavanderia, da cozinha e de acesso às escadas com portões ou grades;
  • Não deixar cabos de panelas voltadas para fora do fogão;
  • Não cozinhar ou tomar bebidas quentes (café, chá etc.) com crianças no colo;
  • Dificultar o acesso das crianças à gaveta de facas;
  • Evitar utilizar o ferro de passar roupas com crianças por perto;
  • Não deixar baldes cheios de água em áreas onde a criança possa acessar;
  • Colocar proteção nas tomadas da casa para evitar choque elétrico e, de preferência, posicionar móveis em frente às tomadas de áreas que a criança costuma ficar muito presente, pois algumas crianças removem a proteção da tomada com facilidade;
  • Proteger piscinas com telas;
  • Evitar deixar o piso escorregadio. É importante manter o chão livre de gorduras para evitar quedas.

Como muitos pais possuem uma rotina agitada e precisam se dividir entre a necessidade de dar atenção para os filhos, administrar as tarefas domésticas e realizar trabalhos que antes eram feitos no escritório, é importante que as medidas de segurança sejam colocadas em prática para a prevenção de acidentes domésticos em momentos de distração dos pais ou em horários em que necessitam se dedicar mais ao trabalho em home office.

O que fazer em casos de acidentes?

Se mesmo com todos os cuidados, algum imprevisto acontecer, é importante seguir as instruções abaixo.

Em caso de quedas e traumas:

Se a criança caiu e se machucou, é importante que os pais observem a gravidade da lesão. Se a criança apresentar sinais de fratura, sangramento e vômito, leve-a imediatamente até uma emergência.

Encontre a emergência mais próxima em nosso Guia Médico Online

Em caso de intoxicação:

Se a criança ingeriu algum produto químico, gerando uma intoxicação, leve-a imediatamente para um pronto atendimento. A recomendação é levar também a embalagem do produto que causou a intoxicação.

Em caso de queimaduras:

Se a criança sofreu uma queimadura de primeiro grau, deixando a pele levemente avermelhada e com ardor, não passe produtos caseiros como pasta de dente ou manteiga. O indicado é colocar a parte machucada embaixo da água corrente por 15 minutos para aliviar o ardor.

A partir de queimaduras de segundo grau, é necessário procurar imediatamente atendimento médico no pronto-socorro para que sejam realizados os procedimentos adequados. Jamais estoure as bolhas de queimaduras em casa.

Em caso de afogamento:

No caso de afogamento, ao retirar a criança da água, coloque-a em decúbito dorsal (deitada com a barriga voltada para cima) e inicie a massagem cardíaca (30 compressões) e a respiração boca a boca (2 respirações). Intercale os procedimentos. Enquanto isso, solicite o serviço de emergência pré-hospitalar.

Para clientes Unimed Fortaleza que moram na região urbana, a remoção de emergência pode ser realizada pelo serviço Unimed Urgente. Para a sociedade em geral, os serviços do SAMÚ (192) ou (Bombeiros- 193) deve ser acionado.

Importante: Não pare a massagem cardíaca enquanto o serviço de urgência não chegar.

Agora que você já sabe quais são as medidas necessárias para ter uma casa mais segura para as crianças pequenas, não deixe de compartilhar essas dicas com seus amigos e familiares!

ambulancia para emergencia pre-hospitalar

Sabia que em nosso canal no Youtube tem muito mais conteúdo esperando por você? A nossa sugestão é o vídeo sobre Acidentes Domésticos. Confira outras dicas para prevenir acidentes não só com crianças, mas também com adultos e idosos, afinal, a prevenção sempre é o melhor caminho. Assista agora!

 

dra-marfisa-portela

 

Conteúdo desenvolvido em parceria com a médica pediatra da Unimed Fortaleza, Dra. Marfisa de Melo Portela (CRM – 4295 CE) | Gerente do Centro Pediátrico da Unimed Fortaleza

Rodapé da página.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de navegação, personalizar conteúdo e melhorar o desempenho do site. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Cookies e de Privacidade.