Alimentação Saudável 23 de Março de 2018

6 dicas para controlar a compulsão alimentar


O transtorno de compulsão alimentar é uma doença mental em que a pessoa come grandes quantidades de alimentos. Como qualquer patologia, precisa de tratamento. Mas como controlar a compulsão alimentar de forma definitiva? Aprenda agora!

Mulher comendo salada, o que pode ajudar a quem tem compulsão alimentar

A segunda-feira é o famoso dia em que muitas pessoas escolhem para começar a dieta ou uma reeducação alimentar. Muitos começam determinados e cumprem o planejado nas refeições do dia, mas à noite, começam a vasculhar a geladeira procurando algo para sair da dieta. Então, vem a sensação de fracasso. Mas é possível virar o jogo? Veja agora como controlar a compulsão alimentar.

Como identificar a compulsão alimentar?

As características da doença podem ser percebidas a partir de alguns sintomas da compulsão alimentar.

  • Se alimentar muito rápido;
  • Comer mesmo sem fome ou depois de sentir-se satisfeito;
  • Alimentar-se escondido;
  • Acordar à noite para comer;
  • Ter sentimento de tristeza ou culpa depois de comer muito.

O que fazer após identificar a compulsão alimentar

Ter o controle da comida e não ser dominado por ela. Esse é o seu desejo? Caso você tenha identificado a doença, saiba que há técnicas que ajudam a controlar a compulsão alimentar e lembre-se que ter um acompanhamento médico é essencial.

Aprenda 6 dicas para driblar a vontade de comer doce

Compulsão alimentar: como parar

Para controlar a compulsão alimentar, siga alguns passos:

1. Entenda porque você come descontroladamente

Da próxima vez que você atacar a geladeira, pense o que você está sentindo. Só assim você vai começar o processo para controlar a compulsão alimentar.

2. Não coma de 3 em 3 horas

Espere a fome chegar para se alimentar.

3. Coma alimentos ricos em fibras

Priorize comer frutas, verduras, hortaliças e gorduras boas, pois são opções que te deixarão saciado por mais tempo.

Banner com a imagem de uma pirâmide com alimentos e o texto "Entenda como funciona a pirâmide alimentar" e o botão "saiba mais", para ajudar a controlar a compulsão alimentar

4. Beba água

É uma dica valiosa e que serve para manter seu corpo saudável. Para quem tem compulsão alimentar, essa é também uma forma de controlar a fome e desejo.

5. Não coma alimentos industrializados

Muito prejudicial à saúde, os industrializados são pobres em fibras e, por isso, acabam não saciando. Para quem tem compulsão alimentar, não estar saciado é um perigo para cair na tentação.

6. Pratique alguma atividade física

Os exercícios físicos ajudam a controlar a compulsão alimentar, pois fornecem uma sensação de prazer e bem-estar. É importante manter a atividade física na rotina para que a compulsão alimentar seja controlada.

Além disso, fique atento aos sinais de ansiedade, tristeza e depressão. Não desvalorize caso perceba os sinais, pois há tratamento.

Qual médico trata a compulsão alimentar?

O diagnóstico da doença pode ser feito pelo clínico geral, nutrólogo, psiquiatra ou endocrinologista. Por ser uma doença mental, o profissional da saúde fará o diagnóstico a partir da análise de cada paciente e seus relatos.

No processo contra a compulsão alimentar, é importante ter ajuda de um bom profissional para vencer essa batalha.

Conheça os distúrbios alimentares: anorexia nervosa e bulimia nervosa

Medicina Preventiva

Gostou das dicas? Ter qualidade de vida é um desejo de todas as idades. A Medicina Preventiva pode ser um aliado para quem precisa de um apoio extra. São diversos grupos e oficinas disponíveis, conheça alguns:

Pense bem

Grupo voltado a clientes com quadro de sobrepeso ou obesidade grau 1 (IMC>27) com idade de 18 a 64 anos.

Cresça bem

Grupo voltado a crianças de 7 a 12 anos que tenham sobrepeso ou obesidade.

Obesidade na Maturidade

Grupo voltado para idosos a partir de 65 anos com sobrepeso ou obesidade (IMC>27)

Entenda o que é o IMC e calcule o seu

Depressão Zero

Grupo direcionado a clientes com quadro de depressão.

https://youtu.be/-oH0WExS2ck

dra-mariana-chaves


Conteúdo aprovado pela endocrinologista Dra. Mariana Pinto Chaves
Graduada em Medicina pela Universidade Federal do Ceará | Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-RP) | Endocrinologista pela Universidade de São Paulo (USP-RP) | Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia | Doutorado em Endocrinologia pela Universidade de São Paulo

Rodapé da página.