Alimentação Saudável 06 de Janeiro de 2021

Quem tem refluxo pode comer o quê? Saiba quais alimentos incluir na sua dieta


Quem tem refluxo pode comer abacate, batata doce ou pipoca? Para ajudar a esclarecer as suas dúvidas e descobrir quais alimentos podem estar no seu cardápio, acompanhe as dicas da nutricionista da Unimed Fortaleza.

Pai e filha fazendo refeição na cozinha
Você já comeu e, logo em seguida, sentiu uma sensação de queimação no estômago subindo até a garganta ou uma sensação de ânsia? Esses sintomas são comuns em pessoas que possuem a Doença do Refluxo Gastresofágico (DRGE) ou, como é popularmente conhecida, refluxo. De acordo com pesquisa realizada em 2019, pelo Colégio de Cirurgia Digestiva, cerca de 25 milhões de brasileiros têm refluxo.

O refluxo é um transtorno digestivo em que os ácidos do estômago voltam pelo esôfago, causando desconforto. As causas mais comuns dessa falha digestiva estão associadas a um desgaste do esfíncter, válvula localizada entre o estômago e o esôfago que é responsável por impedir a regurgitação, fragilidade muscular da região ou hérnia de hiato.

Além do tratamento clínico indicado por um médico especialista, uma das formas de prevenir ou controlar os sintomas do refluxo, é com uma boa alimentação.

Quem tem refluxo pode comer quais alimentos?

Para responder a essa dúvida tão recorrente, convidamos a nutricionista da Unimed Fortaleza, Camila Marques. Abaixo, você pode conferir as dicas da profissional sobre cada grupo alimentar!

Frutas

Quem tem refluxo pode comer fruta em abundância. Por serem ricas em fibras, elas ajudam na digestão e podem amenizar os sintomas de azia e ânsia. Na hora de escolher, dê preferência às menos ácidas como:

  • Abacate;
  • Banana;
  • Coco;
  • Figo;
  • Goiaba;
  • Laranja-lima;
  • Maçã;
  • Mamão;
  • Melão;
  • Melancia;
  • Pêra;
  • Tâmara;
  • Uva.

Descubra por que comer alimentos ricos em fibras

Leguminosas

Outro grupo alimentar bastante rico em nutrientes, fibras e vitaminas, são as leguminosas. Elas amenizam os efeitos do transtorno intestinal. Por isso, quem tem refluxo pode comer:

  • Ervilha;
  • Feijão;
  • Grão-de-Bico;
  • Lentilha.

Folhas verdes e vegetais

As folhas verdes são outro grupo alimentar que traz bastante benefícios para a saúde. Por isso, quem tem refluxo pode comer bastante, já que as fibras e os nutrientes encontrados nas folhas contribuem para o bom funcionamento do organismo. Anote aí!

  • Alface;
  • Espinafre;
  • Couve;
  • Aspargos;
  • Brócolis;
  • Aipo (salsão);
  • Salsinha;
  • Gengibre.

Sementes e grãos

Outro grupo alimentar que quem tem refluxo pode comer são as oleaginosas. As oleaginosas são formadas por sementes e grãos ricos em nutrientes, fibras e vitaminas. Elas também possuem em seu óleo uma boa quantidade de ômega 3, considerado como gordura “boa”.

  • Semente de Chia;
  • Castanha do Pará;
  • Pistache;
  • Castanha de Caju;
  • Macadâmia;
  • Pinhão.

Alimentos de origem animal

Quem tem refluxo pode comer alimentos de origem animal como leite e seus derivados, mas estes precisam ser desnatados.

A gordura retarda a digestão e aumenta a produção de ácido, por isso, ao consumir leite ou derivados lácteos, é importante que sejam desnatados. Dessa forma, seu organismo fará a absorção dos alimentos sem causar a irritação gástrica“, explica Camila Marques.

Além do leite, quem tem refluxo também pode comer carnes brancas como frango e frutos do mar como peixes e camarão. Essas carnes possuem baixo teor de gordura e ajudam a reduzir os efeitos do refluxo. Mas é importante que elas sejam preparadas de forma saudável, de preferência cozidas ou assadas.

Carboidratos

Arroz e macarrão, por exemplo, estão liberados para consumo de quem tem refluxo. No entanto, a nutricionista alerta para a escolha da versão integral desses alimentos. “O arroz e o macarrão integral retém os nutrientes que são perdidos no arroz branco e no macarrão comum, como vitaminas, minerais e antioxidantes e, por isso, contribuem para uma alimentação mais saudável“.

Quem tem refluxo também pode comer a batata inglesa e a batata doce. Os tubérculos ajudam a reduzir a acidez do estômago, auxiliam na digestão, além de serem fontes de vitaminas do complexo B e C, fósforo, potássio e cálcio.

Para reter os nutrientes dos alimentos, a nutricionista ensina: “A melhor forma de cozimento para garantir a retenção de nutrientes é a cozida ou à vapor com a casca, pois na casca encontra-se grande parte dos nutrientes. A batata frita ou assada, por exemplo, possui mais teor de gordura e, por isso, seu consumo não é recomendado“.

A tapioca feita com fibras como linhaça ou chia e o cuscuz são carboidratos que quem tem refluxo pode comer. Mas atenção, é importante evitar recheios gordurosos e evitar o uso de manteiga ou margarina, pois possuem alto teor de gordura.

E o pão?

Assim como o arroz e o macarrão, prefira consumir o pão integral, devido ao número maior de nutrientes e fibras que trazem mais benefícios ao corpo e contribuem para uma alimentação balanceada.

Posso comer pipoca? Se você tem refluxo e adora pipoca, temos uma boa notícia: quem tem refluxo pode comer pipoca! Mas atenção, o consumo está liberado desde que o preparo seja saudável. Por isso, não utilize óleo de soja ou manteiga, opte pelo óleo de coco, água ou azeite.

Entenda os grupos alimentares: conheça a Pirâmide Alimentar

Cardápio para um dia inteiro de alimentação

Ter uma alimentação saudável é imprescindível para conseguir melhorar os sintomas do refluxo. Para isso, é importante apostar na mudança de hábito respeitando seus limites e a forma como seu corpo funciona.

Para te mostrar como é fácil e acessível ter hábitos alimentares mais saudáveis, a nutricionista Camila Marques, da Unimed Fortaleza, preparou um cardápio simples para um dia. Mas lembre-se, é importante consultar um profissional para que ele possa te ajudar corretamente com uma alimentação que se encaixa no seu perfil.

Café da manhã

Chá de camomila + clara de ovos com torradas integral.

Além de ser um calmante natural e diminuir o estresse, uma das causas do refluxo, o chá de camomila ajuda a diminuir a queimação no estômago. Já a clara de ovo é uma proteína magra e, quando associada a um carboidrato integral, proporciona uma absorção nutritiva maior para o organismo.

Lanche da manhã

Escolha comer frutas na hora do lanche e, como dito anteriormente, opte pelas menos ácidas como abacate, banana, goiaba e as demais opções da nossa lista.

Almoço

Arroz Integral + salada verde + feijão ou lentilha + proteína branca como peixe ou frango.

Lanche da tarde

Além das frutas, você também pode optar pelo consumo de sementes oleaginosas como a castanha de caju ou a castanha do Pará.

Jantar

À noite, prefira fazer uma refeição mais leve e que impacte menos o estômago.

  • Salada verde com grão de bico;
  • Vitamina de mamão, abacate ou banana com leite desnatado;
  • Água de coco com torradas integral e clara de ovo.

Ao fazer as refeições à noite, é importante esperar cerca de 40 a 60 minutos para deitar-se. “Quando deitamos, pressionamos o estômago e aumentamos as chances de o suco gástrico retornar para o esôfago. Por isso, é importante esperar um tempo para dormir“, explica a profissional.

Quais alimentos devo evitar?

Quem tem refluxo deve evitar alimentos gordurosos porque a gordura retarda a digestão e aumenta a produção de ácido. Além disso, bebidas gaseificadas não fazem bem ao estômago de quem tem refluxo, pois auxiliam o retorno do suco gástrico, causando desconforto estomacal.

E o café? Mesmo sendo marca registrada no café da manhã do brasileiro, o café não é indicado para quem tem problema gástrico. Por ter um componente estimulante, pode irritar a mucosa gástrica e favorecer o refluxo.
Evite também:

  • Geleia;
  • Margarina;
  • Manteiga;
  • Creme de leite;
  • Manga (apesar de rica em fibras, a fruta é semi-ácida e seu consumo deve ser moderado);
  • Pipoca de micro-ondas e industrializadas (esses alimentos possuem alto teor de gordura vegetal e sal).

Receba mais dicas de alimentação saudável

Gostou do conteúdo e quer continuar recebendo dicas de alimentação saudável, mudança de hábito e bem-estar? Assine a nossa newsletter abaixo e receba, quinzenalmente, dicas exclusivas dos profissionais de saúde da Unimed Fortaleza para melhorar a sua qualidade vida!

Indicamos para você:

nutricionista-camila-marques

 

Conteúdo desenvolvido em parceria com a nutricionista da Unimed Fortaleza, Camila Marques – CRN 18570

Rodapé da página.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de navegação, personalizar conteúdo e melhorar o desempenho do site. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Cookies e de Privacidade.