Cuidar de Você 21 de Janeiro de 2020

Pompoarismo: conheça a técnica surpreendente que aumenta o prazer sexual das mulheres


Você já ouviu falar de um exercício íntimo que, com diferentes movimentos de contração vaginal, garante benefícios para a saúde e sexualidade feminina? Continue a leitura e conheça agora o pompoarismo.

Mulher sentada na cama sentindo-se empoderada após praticar o pompoarismo

Entenda melhor o pompoarismo

O pompoarismo surgiu a partir de um método utilizado pelo ginecologista americano Dr. Arnold Henry Kegel para tratar, inicialmente, a incontinência urinária. O médico ensinou suas pacientes a treinar a musculatura do assoalho pélvico e a prática começou a evidenciar benefícios também na sexualidade, contribuindo para o aumento do prazer na relação sexual.

O exercício é uma ginástica íntima e consiste na contração dos músculos vaginais que ficam no interior da vagina. Diferente da musculatura dos braços e das pernas, que são estimuladas desde a infância, a musculatura do assoalho pélvico é pouco utilizada.

Os benefícios da prática incluem uma melhora da elasticidade vaginal, fazendo com que a mulher sinta o pênis mais intensamente no ato sexual.

13 benefícios do pompoarismo

Por garantir o fortalecimento da musculatura pélvica da mulher, a prática do pompoarismo promove benefícios para a sua saúde íntima em diversos âmbitos. Para você ter um entendimento amplo sobre em que a prática pode beneficiar sua saúde e sexualidade, confira os tópicos a seguir.

8 Benefícios para a saúde da mulher

  1. Alivia as cólicas menstruais;
  2. Regula o ciclo e o fluxo menstrual;
  3. Previne e trata infecções na vagina;
  4. Evita e trata a incontinência urinária;
  5. Diminui os sintomas da menopausa;
  6. Melhora a autoestima;
  7. Ajuda na preparação para o parto e na recuperação pós-parto, para gestantes;
  8. Evita a flacidez vaginal.

Além de estimular o autoconhecimento e controle do corpo, o pompoarismo pode aumentar e prolongar o prazer na hora do sexo.

5 Benefícios para a sexualidade feminina

  1. Proporciona o aumento da libido;
  2. Melhora o desempenho sexual;
  3. Diminui a dor no momento da penetração, que pode ser causada por alguma complicação na vagina;
  4. Dá a possibilidade de orgasmos múltiplos para a mulher;
  5. Retarda a ejaculação do parceiro por meio dos movimentos.

Apesar do exercício oferecer benefícios para a saúde e sexualidade da mulher, ele não deve ser praticado sem a indicação de um médico ginecologista e/ou sexólogo. Afinal, dependendo de como e com que frequência ele seja realizado, pode causar alguns malefícios.

Principais contraindicações do pompoarismo

Mesmo com tantos benefícios, é preciso ter cautela com a prática do pompoarismo, visto que não são todas as pessoas que podem praticar o exercício. Existem alguns cuidados necessários em situações específicas que uma mulher pode estar passando. Por isso, fique atenta às contraindicações.

Mulheres gestantes

A ginástica íntima não é recomendada para mulheres gestantes de até três meses, porque há risco de provocar contrações no útero e o aborto por meio dos movimentos. Nos demais meses, somente existirá alguma contraindicação a depender da gestação da mulher. Por isso, a orientação médica é crucial.

Mulheres que usam DIU

Apesar do pompoarismo não interferir no dispositivo intrauterino (DIU) porque os movimentos envolvem apenas a musculatura da vagina, para fazer o exercício é necessário aguardar o tempo certo após colocar o DIU e ter autorização e orientação do (a) médico (a) ginecologista.

Mulheres no período menstrual

A contraindicação no período menstrual é relacionada ao uso de acessórios para potencializar o exercício. Enquanto houver fluxo menstrual, o correto é praticar o pompoarismo sem utilizar acessórios, para preservar a higiene e prevenir infecções.

Caso a prática esteja sendo feita com objetos, estes não podem ser compartilhados com ninguém.

Mulheres com endometriose

Devido essa ginástica íntima estimular o aumento do fluxo sanguíneo na região pélvica, quem tem endometriose pode enfrentar desconfortos e complicações. Neste caso, é preciso consultar o (a) médico (a) para saber das possibilidades de praticar.

Mulheres com mioma

Se você tem mioma e está em fase inicial, a prática do pompoarismo não é recomendada. Após o crescimento, não há contraindicações. No entanto, lembre-se de contar com a orientação de um(a) médico(a).

Mulheres com Inflamações ou infecções

Ao ter alguma complicação na vagina, seja uma infecção urinária, no útero ou na vulva, é preciso tratar o problema primeiro. Mas lembrando sempre de buscar por orientação médica.

mulher no celular marcando sua consulta médica

4 Dicas para a prática do pompoarismo

A prática da ginástica íntima é fácil e pode ser realizada todos os dias, dependendo da orientação médica. Durante um mês, com 10 minutos de exercício por dia, os primeiros efeitos são perceptíveis.

Com tantas informações sobre o pompoarismo, alguns detalhes podem passar despercebidos. Por isso, separamos 4 dicas para você lembrar quando desejar praticar:

1. Contração

O exercício mais comum e simples é o de “segurar” o xixi, mas sem estar com a bexiga cheia ou com vontade de fazer xixi de fato, para não correr o risco de infecções. Esta ginástica consiste apenas nesse movimento de contração da musculatura pélvica. O exercício irá fortalecer os músculos vaginais e promover um melhor tônus da vagina.

2. Respiração

Uma das partes mais necessárias e essenciais para a realização de qualquer exercício é a respiração. Ao respirar da forma correta, é possível controlar o tempo do exercício e desenvolver um bom ritmo sem a ginástica ficar cansativa. Neste caso, o ideal é inspirar pelo nariz ao contrair e expirar pela boca ao relaxar a musculatura.

3. Acessórios

A prática da ginástica íntima fica mais intensa com a utilização de aparelho ou acessório adequado, mas o ideal é que, no início, o pompoarismo seja feito livremente, sem o uso de objetos. Ao tempo em que os músculos da região pélvica vão ganhando resistência e fortalecimento, pode haver a introdução de acessórios.

Não há pressa em começar a utilizar os acessórios, pois os benefícios para a vagina começam com os exercícios de sensibilização, que pouco a pouco vão fortalecendo a musculatura pélvica. O uso dos objetos, inclusive, depende da idade e condições de cada mulher. É importante relembrar a importância da orientação de um profissional, para não existir nenhum dano.

4. Higiene

Fique atenta à higiene, pois ela é crucial, principalmente porque o canal vaginal consiste em uma mucosa. As mãos devem estar sempre muito bem limpas e os acessórios lavados minuciosamente com água e sabão neutro. Inclusive, devem ser higienizados antes e depois do exercício. Os acessórios jamais devem ser compartilhados.

Confira mais dicas inéditas sobre a sexualidade feminina em nosso Guia Exclusivo!

Acessórios para a ginástica íntima

Os objetos ajudam a intensificar o exercício e garantem maior alcance de resultados com o fortalecimento da musculatura. Para você compreender melhor quais são esses acessórios e como eles ajudam, citamos os principais abaixo.

  • Bolas de Ben Wa: estas bolinhas são interligadas por um cordão de silicone e possuem pesos em seu interior. Elas podem ser de vários materiais e são utilizadas para proporcionar maior resistência;
  • Colar Tailandês: este também consiste em bolinhas ligadas por um cordão. Possuem peso para auxiliar no treino da sucção e expulsão das bolinhas na vagina. O seu uso também proporciona fortalecimento e resistência;
  • Cones de Plevnik: este consiste em pesos leves de 20 a 70 gramas e são utilizados para fortalecer a musculatura por meio da tentativa de mantê-los no interior da vagina. Somente podem ser utilizados mediante orientação profissional.

Não é regra a prática do pompoarismo ser apenas com acessórios. Vale ressaltar que existem casos em que algumas mulheres não podem utilizá-los e isso deve ser consultado com um(a) médico(a) ginecologista ou obstetra, a depender da situação.

Faça aqui seu agendamento online com um médico especialista!

Busque o autoconhecimento

Gostou de saber mais sobre o pompoarismo e os benefícios que a prática pode causar a sua saúde e sexualidade? Então baixe o nosso Guia [EXCLUSIVO] da Sexualidade Feminina e tire suas dúvidas sobre:

  1. Quando procurar um sexólogo;
  2. Quais são os elementos fundamentais para o prazer da mulher;
  3. Como aumentar o desejo sexual feminino;
  4. Masturbação feminina e mais!

Banner que leva ao Guia da Sexualidade Feminina


Foto do médico da Unimed Fortaleza, Dr. Marcio Alcantara
Conteúdo desenvolvido em parceria com o médico ginecologista e obstetra da Unimed Fortaleza, Dr. Márcio Alcântara (CRM – 5861 CE) | Residência em Ginecologia e Obstetrícia (GO) na Maternidade Escola 1994 a 1996 | Médico Ginecologista e Obstetra da Secretaria de Saúde do Ceará desde 2007 

Rodapé da página.